menu.jpg

13/04/2009 | Versão para Impressão

Sarau Lrico traz bartono Carlos Rodriguez e pianista Leandro Faber

O Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul (MUHM) apresentou na última quinta-feira, 02 de abril, Sarau Lírico com o barítono Carlos Rodriguez e o pianista Leandro Faber, às 18 horas, no projeto Quintas no Museu. Os Saraus Líricos contam com apoio da Associação Gaúcha de Cultura Musical, e do mantenedor do MUHM, o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul. Nas outras quintas-feiras do mês, acontecem ciclos de palestras com assuntos como medicina, literatura, história, saúde, turismo, ensino e cultura, além de sessões comentadas de filmes sobre história da Medicina. No programa do dia 02 do Sarau Lírico Quintas no Museu estavam obras de Cole Porter, Mitch Leigh, Tosti, De Curtis, M.Torroba, P.Sorozabal, entre outros.

Os eventos acontecem na sala Rita Lobato do MUHM, que fica na av. Independência, 270, Centro de Porto Alegre (Prédio Histórico do Hospital Beneficência Portuguesa). A entrada é gratuita, e recomenda-se chegar mais cedo, pois os lugares são limitados. Há estacionamentos próximos ao local.


Carlos Rodriguez

Carlos RodriguezRadicado na Europa de 1997 a 2003, graduou-se e pós-graduou-se nos cursos de performance em Ópera e Música de Câmara no Conservatório Superior de Música de Maastricht, na Holanda e “Stage Training for Opera Singers” no Jeker Opera Studio, Holanda. Fez, também, master classes com Thomas Hampson (EUA), Luigi Alva (Peru) e Sir John Shirley-Quirck (Inglaterra), entre outros. Em 1999, foi semifinalista do Concurso Internacional de Canto Mozart em Salzburg, na Áustria; e, em 2003, ganhou o terceiro prêmio no Concurso Internacional de Canto Bidú Sayão  em Belém do Pará.

Na Europa, cantou nas óperas Angélique de J. Ibert (Charlot), Amahl and the Night Visitors de G. Menotti (Melchior), A Flauta Mágica (Papageno) e Carmen de G. Bizet (Dancaïre), entre outras. No Brasil, destacam-se Carmen (Dancaïre), no Theatro da Paz em Belém do Pará, Rigoletto (Marullo) e “Un Ballo in Maschera” (Silvano) ambas de G. Verdi, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Em Porto Alegre, La Traviata (Germont) de G. Verdi, no StudioClio, O Empresário (Empresário) de W. A. Mozart, no Theatro São Pedro e A Boiúna (Tiago), no Teatro da OSPA. Seu repertório conta, também, com as seguintes obras: Carmina Burana de C. Orff, Ein deutsches Réquiem de J. Brahms, IX Sinfonia de L. van Beethoven, e Die Jahreszeiten de J. Haydn, entre outras. Em 2001, com a OSPA, fez a primeira gravação mundial da ópera A Boiúna. Em 2002, participou da gravação de Canções de Emergência no CD “Tudo Muda – A Música de Flávio Oliveira”, acompanhado ao piano pelo compositor. Em 2005, gravou um CD da “IX Sinfonia”  de L. van Beethoven, com a Orquestra Sinfônica de Sergipe sob a regência do maestro Ion Bressan. Nesse mesmo ano, foi fundador da Escola de Ópera dessa orquestra, orientando e coordenando solistas locais na preparação de performances. Em 2003, foi um dos fundadores do grupo Ópera de Bolso, apresentando a Flauta Mágica de W. A. Mozart nesse formato. Em 2006, ao lado da Orquestra de Câmara do Theatro São Pedro, em Porto Alegre, fez a estréia mundial da obra Recorrências, de Flávio Oliveira, composta especialmente para sua voz. Em 2007, foi o curador da área de canto lírico do StudioClio. Seu mais recente trabalho foi o solo de barítono na superprodução da obra Carmina Burana, de Carl Orff, aclamado pelo público e a crítica, na abertura da temporada oficial 2008 do Teatro do SESI.


Leandro Menezes Faber

Leandro FaberBacharel em Música pela UFSM, instituição onde atuou como Professor de Piano e Acompanhamento,Análise Musical,História e Literatura do Piano,além de reger a Orquestra Sinfônica e o Grupo de Percussão desta Universidade.Camerista e Acompanhador ,realizou apresentações em várias cidades do Brasil,além de Argentina, Uruguai e Alemanha, onde aperfeiçoou-se na Escola Superior de Música de Karlsruhe.

Com mais de 1300 apresentações em seu currículo, tem participação em 9 Cd’s e atualmente rege quatro Corais na cidade de Santa Maria, e destaca-se na especialidade  Acompanhamento e Correpetição , nas gamas de instrumentos de cordas,madeiras, metais e percussão, assim como notadamente na área do canto lírico, na qual atua também como “adviser”, tendo recebido por isto Prêmio Especial no IV Concurso Internacional de Canto “Bidu Sayão”, onde dois de seus orientandos obtiveram premiações.










Veja como foi:








Compartilhe:


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player